Economia

Ações Pico De Valorização

Os papeis da Petrobras, por exemplo, ficaram em quarto e sétimo lugar na lista das mais valorizadas de 2023. PETR4 valorizou 96,04% no ano e PETR3, 75,06%. “Mesmo com o preço do petróleo fechando 2022 a US$ 101 o barril e caindo ao longo de 2023 para US$ 80, a Petrobras manteve sua geração de caixa e por isso a ação subiu bastante”, explica Ilan Arbetman, analista da Ativa Investimentos.

Copel e Sabesp subiram por conta do processo de privatização. O governo do Paraná privatizou em setembro a Copel, que é a companhia de energia do estado. Em São Paulo, a companhia de saneamento está em processo para ser vendida. E isso faz a ação subir, já que alguns analistas acreditam que a empresa terá mais eficiência agora e, consequentemente, lucros maiores.

Itaú e Itausa valorizaram pelo desempenho das duas empresas. O banco e a holding do Itaú – com participações em empresas como Dexco (DXCO3), Alpargatas (ALPA4) e Itautec – estavam muito desvalorizadas há cerca de cinco anos. “Havia muitas dúvidas se esses bancões iriam manter sua participação no mercado frente ao surgimento das ‘fintechs’. Mas o Itaú foi muito bem-sucedido em sua digitalização, e hoje não é diferente de nenhum banco digital”, diz Soares. Itausa, segundo ele, acompanhou a valorização do banco.

E as telefônicas?

A Vivo Telefônica e a Tim estão colhendo agora o investimento feito em 5G. Há alguns anos, essas empresas investiram muito para se preparar para a nova geração de transmissão de dados. Esse gasto impactou nos resultados das empresas. Mas agora elas estão colhendo os frutos, dizem os analistas.

É um caso semelhante ao da Equatorial. A empresa de energia tem concessão em regiões do Brasil muito distantes e pouco habitadas e, para isso, precisou investir bastante. Mas agora está numa posição mais confortável.

Matéria: UOL Economia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo