Notícias

Agricultores espanhóis bloqueiam estradas perto da fronteira com a França

A mobilização desta terça, que ocorre após outras convocadas nas últimas semanas, pretende centralizar seus protestos contra a “concorrência desleal de importações” de fora da União Europeia, que segundo os manifestantes “não cumprem as mesmas condições exigidas às produções agrícolas dos países membros”, assim como a “redução efetiva da burocracia”, segundo um comunicado emitido pelo sindicato Unió de Pagesos, um dos que convocaram as manifestações. 

Os agricultores catalães já deram uma demonstração de força no começo do mês, quando mil tratores marcharam por Barcelona. 

Nas últimas semanas, as mobilizações também aconteceram em todo território nacional e milhares de agricultores voltaram a se manifestar em Madri na segunda-feira, após o protesto da última quarta-feira, quando cerca de 500 tratores entraram na capital para protestar devido aos problemas do setor.

Assim como seus colegas em outros países europeus, que, na segunda-feira, levaram 900 tratores a Bruxelas, os agricultores espanhóis reclamam da burocracia e da complexidade das normas europeias, assim como dos preços baixos a que vendem seus produtos e da concorrência dos artigos estrangeiros, que consideram desleal. 

Desde o início do movimento, já foram recebidos várias vezes pelo ministro da Agricultura, Luis Planas, que se comprometeu a defender a nível europeu uma simplificação da Política Agrícola Comum (PAC) e a melhorar a lei espanhola da cadeia alimentar para impedir que os agricultores vendam seus produtos com prejuízo. 

bur-rs/zm/dd 

Matéria: UOL Notícias

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo