Economia

Alta do IPCA-15 acelera a 0,78% em fevereiro com impacto sazonal de educação

A alimentação no domicílio subiu 1,16% em fevereiro, com altas da cenoura (36,21%), da batata-inglesa (22,58%), do feijão-carioca (7,21%), do arroz (5,85%) e das frutas (2,24%).

Os custos da alimentação fora do domicílio aceleraram a 0,48%, de 0,24% em janeiro.

Os preços de Saúde e cuidados pessoais, por sua vez, subiram 0,76% em fevereiro, com destaque para plano de saúde (+0,77%), produtos farmacêuticos (+0,61%) e itens de higiene pessoal (0,70%).

Em seu atual ciclo de afrouxamento monetário, o Banco Central cortou a taxa básica de juros Selic em 0,5 ponto percentual em cada uma das suas cinco últimas reuniões, levando-a ao patamar atual de 11,25% e indicando nova redução da mesma magnitude em março.

O BC, no entanto, também sinalizou cautela na condução da política monetária, e analistas destacam o ambiente de mercado de trabalho aquecido que favorece o consumo.

Nas contas de Helena Veronese, economista-chefe da B. Side Investimentos, os preços de serviços subiram 1,13% em fevereiro, após queda de 0,11% em janeiro. No entanto, os serviços subjacentes, que desconsideram os preços mais voláteis, desaceleraram a alta de 0,68% a 0,65%.

Matéria: UOL Economia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo