Esporte

Análise: Palmeiras de Abel reforça autoridade no Paulistão ao vencer Santos no Allianz Parque

Por Iúri Medeiros

Em um Allianz Parque lotado, o Palmeiras venceu o Santos por 2 a 0 no último domingo, e se sagrou tricampeão paulista. O resultado reforça a autoridade da equipe comandada por Abel Ferreira no Estadual mais difícil do país.

Para o duelo, Abel Ferreira mexeu na estrutura do time. Piquerez atuou como uma espécie de zagueiro pela esquerda, dando liberdade para Lázaro atacar o corredor do setor. Na direita, Gustavo Gómez entrou na vaga de Marcos Rocha e, por vezes, funcionou como lateral direito, enquanto Mayke ocupou a ala.

Como esperado, o Palmeiras teve o controle da posse de bola no primeiro tempo, já que precisava reverter a desvantagem da ida. Mesmo não tendo criado tantas oportunidades, não faltou volume ofensivo para empurrar o Santos para trás. Em uma reposição rápida de Weverton, Endrick foi mais rápido que a defesa santista e acabou sendo derrubado por João Paulo, dentro da área. Veiga na bola e o resultado nós já sabemos.

Com a desvantagem, o Santos passou a se lançar mais ao ataque e, consequentemente, o Palmeiras encontrou espaços. Em um lance de recuperação de bola no campo de ataque, Piquerez cruzou na medida para Flaco López e posteriormente Aníbal Moreno completou pata o fundo das redes.

Esse foi o cenário perfeito para o Verdão abaixar suas linhas e segurar o placar, anulando qualquer tipo de investida santista. O time pouco sofreu na reta final de partida e garantiu mais um título para sua vasta galeria recente.

O Palmeiras não teve um desempenho espetacular, e definitivamente esse time não é a melhor “obra” de Abel Ferreira. É um elenco com carências e que ainda precisa ser melhor ajustado coletivamente, apesar de ter uma estrutura bem definida. Mesmo assim, é uma equipe que está degraus acima em relação aos rivais e a tendência é que isso não mude tão cedo.

A vitória contra um Santos organizado, competitivo e com a confiança em dia só reforça a autoridade do Verdão no cenário estadual. Mesmo sem estar em sua melhor versão, o Palmeiras teve o necessário para vencer o rival e conquistar seu 26º título paulista na história.

Gazeta Esportiva

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo