Economia

Após criticar, Lula sanciona taxa das blusinhas aprovada no Congresso

O Mover propõe incentivos fiscais para estimular uma produção mais sustentável de veículos. Mas na Câmara, o relator, Átila Lira (PP-PI), incluiu um trecho para taxar as compras em sites internacionais, como Shein, AliExpress Shopee. Na política, um dispositivo incluído em um projeto com o qual não tem relação direta é chamado de “jabuti”.

O presidente discutiu o assunto com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e com Lira. Ambos fecharam acordo para retomar a taxação. Com a solução, o chefe do Executivo se comprometeu a não vetar o texto.

Lula queria vetar e teve de ceder, mas não se mostrou satisfeito. Ele já disse que acha uma escolha “equivocada”, mesmo após o acordo. “Não é irracional? Não é uma coisa contraditória?”, questionou em entrevista concedida ontem ao UOL.

O que diz o Mover

O projeto cria o Programa Mobilidade Verde e Inovação, com previsão de R$ 19,3 bilhões em incentivos fiscais até 2028. A ideia é estimular a produção de veículos mais limpos, com novas tecnologias de mobilidade e logística.

Mover é uma das principais apostas do vice-presidente, Geraldo Alckmin , também ministro da Indústria e Serviços. O programa chegou ao Congresso por medida provisória, mas diante da resistência da Câmara, o Executivo enviou um projeto de lei.

Matéria: UOL Economia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo