Esporte

Após Seleção, Rafael sonha com Libertadores pelo São Paulo: “Quero muito” – Gazeta Esportiva

Rafael vive o melhor momento de sua carreira aos 34 anos de idade. O goleiro foi convocado para defender a Seleção Brasileira nos amistosos contra Inglaterra e Espanha, no último mês, e agora está de volta ao São Paulo para a estreia na Copa Libertadores, competição que ele sonha em conquistar para manter essa sua fase mágica na atual temporada.

“Experiencia muito boa, poder vivenciar a Seleção Brasileira. Volto com ainda mais disposição e energia para que a gente possa começar com o pé direito essa Libertadores e a continuação do ano para que eu possa voltar mais vezes à Seleção”, afirmou Rafael em entrevista à SPFC Play.

O São Paulo dá o pontapé inicial na Libertadores na próxima quinta-feira, quando visita o Talleres, no estádio Mario Alberto Kempes, em Córdoba, na Argentina, pela primeira rodada do Grupo B.

“Um sonho poder disputar a Libertadores, quero muito poder conquistar a Libertadores, que é conquistar a América. É o sonho de todos aqui, e a gente pretende fazer o nosso melhor. A gente sabe da dificuldade que é a competição, mas sabemos também da nossa capacidade, nossa disposição, e acho que isso vai ser muito importante para que a gente possa chegar longe na competição e, se Deus quiser, conquistar esse título tão almejado por todos”, prosseguiu.

O São Paulo é o cabeça de chave do Grupo B, que também conta com Cobreloa, do Chile, e Barcelona de Guayaquil, do Equador. Após dois anos, o Tricolor voltará à Libertadores em busca do tetracampeonato, feito que nenhum clube brasileiro conseguiu até hoje.

Para Rafael, a partida contra o Talleres será ainda mais especial devido ao aniversário de um ano da sua filha. Curiosamente, quando ela nasceu, o goleiro também estava na Argentina, enfrentando o Tigre, pela Copa Sul-Americana. Na ocasião, o São Paulo venceu por 2 a 0. Desta vez, ele espera ter a mesma felicidade.

“Todo jogo vai ser muito difícil, temos uma chave bem difícil para nós, sabemos o quanto é difícil jogar fora de casa, na Argentina. Temos consciência do que precisamos para fazer um grande jogo. O jogo vai ser no dia de aniversário de um ano dela [filha de Rafael], vai ser bem legal, e espero que a gente possa repetir o grande jogo que fizemos na Argentina no ano passado e o mais importante: voltar com os três pontos”, concluiu Rafael.

Gazeta Esportiva

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo