Política

Bancada do PSD abre discussão sobre candidatura própria à Presidência do Senado

A bancada do PSD abriu na última semana discussões para avaliar se lançará um nome próprio para substituir Rodrigo Pacheco (PSD-MG) na Presidência do Senado, em meio a articulações do próprio ocupante do cargo para emplacar o aliado Davi Alcolumbre (União-AP) no cargo.

Senadores se reuniram na última quarta-feira (21) para analisar a possibilidade e a ideia é que o debate continue ao longo do ano. Maior bancada do Senado, o PSD tem 15 senadores. Caso consiga atrair o PT, chegaria a 23, mais da metade do necessário para eleger o sucessor de Pacheco.

Além de Alcolumbre, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) é apontado como outro nome que pode concorrer à Presidência da Casa, além de Rogério Marinho (PL-RN), líder da oposição no Senado e que obteve 32 votos na disputa com Pacheco.

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Folha de São Paulo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo