Economia

Bolsas asiáticas fecham em queda à espera do payroll nos Estados Unidos; Europa cai com inflação na zona do euro

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng caiu 0,66% em Hong Kong, a 16.535,33 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi recuou 0,35% em Seul, a 2.578,08 pontos. Em Taiwan, o Taiex registrou modesta queda de 0,17%, a 17.519,14 pontos.

Exceção, o japonês Nikkei subiu 0,27% em Tóquio, a 33.377,42 pontos, depois de cair no pregão anterior ao voltar de feriados de fim de ano.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou levemente no vermelho hoje, em seu terceiro pregão negativo. O S&P/ASX 200 caiu 0,07% em Sydney, a 7.489,10 pontos.

O predomínio da cautela nas bolsas asiáticas vem antes de os EUA divulgarem dados sobre criação de empregos em dezembro. As projeções giram em torno de 175 mil postos de trabalho gerados no mês passado, ao passo que ontem, a pesquisa da ADP sobre vagas criadas apenas pelo setor privado norte-americano surpreendeu para cima, esfriando apostas para cortes nos juros americanos este ano.

A ADP e outros indicadores fortes dos EUA – que desafiam a perspectiva de relaxamento monetário ao longo de 2024 – pesaram nas bolsas de Nova York, que encerraram os negócios de ontem sem direção única.

Europa segue o tom de cautela

As bolsas europeias seguem o tom de cautela pré payroll e recuam na manhã desta sexta-feira. Por lá, pesa ainda o dado da inflação na zona do euro, que acelerou para 2,9% em dezembro.

Matéria: UOL Economia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo