Política

Bolsonaro promove Tarcísio com ligação ao governador de SP para exaltar ponte no Pará

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) promoveu nesta segunda-feira (1º) o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), em evento no Pará.

Cotado como nome bolsonarista para o Planalto em 2026, Tarcísio foi exaltado pelo ex-presidente e chamado inclusive para participar de uma transmissão em vídeo por celular, divulgada posteriormente nas redes sociais de Bolsonaro, que está inelegível.

A promoção do aliado ocorreu durante passeata em São Geraldo do Araguaia (711 km de Belém).

Bolsonaro estava próximo a uma ponte sobre o rio Araguaia, ligando a cidade paraense à vizinha Xambioá (TO), e pediu a Tarcísio, conectado em ligação telefônica por vídeo, para falar da obra que, segundo ele, foi feita durante sua gestão como ministro da Infraestrutura.

O ex-presidente publicou vídeo com a chamada em suas redes sociais, destacando que a intervenção foi “começada com o Tarcísio”.

“Esse lugar para nós é um lugar especial, uma obra que era desejada há muitos anos, essa ponte sobre o rio Araguaia, ligando Xambioá a São Geraldo do Araguaia, no Pará, se tornou uma realidade. A gente deixou essa ponte praticamente concluída, praticamente pronta”, afirmou Tarcísio.

Ao final do vídeo, o ex-presidente mostra o público a Tarcísio virando o celular.

Apesar deste movimento, o chefe do Executivo paulista tem evitado falar sobre 2026, e diz não ter planos para o pleito por enquanto. No início do mês, afirmou não pensar na eleição e não ter interesse nela.

Em cerimônia na Assembleia Legislativa de São Paulo, o governador voltou a desviar de especulações sobre uma possível candidatura ao Palácio do Planalto. “O pessoal me pergunta muito sobre o futuro e eu respondo com toda a sinceridade: não me importa, não me interessa”, disse.

Bolsonaro está no Pará para uma série de agendas com pré-candidatos, No domingo (30), esteve com o delegado Éder Mauro (PL-PA), pré-candidato à Prefeitura de Belém. Declarou, apesar de estar inelegível, que “vamos vencer e voltar àquele período que experimentamos há pouco, de paz e de prosperidade”.

“Mas, para chegar em 2026, temos que passar por 2024. Por todos os municípios do Brasil”, disse ele, em referência às eleições deste ano.

Folha de São Paulo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo