Notícias

Bolsonaro vai a lançamento de pré-candidatura de Ramagem no Rio

Os eleitores não chegaram a lotar a quadra mesmo após a chegada do ex-presidente. Bolsonaro chegou a pedir que as pessoas não fossem revistadas para chegarem próximas ao palco. Ele também solicitou que fossem retiradas grades que distanciavam o público.

Ramagem é investigado por uso político da Abin. A Polícia Federal diz que o deputado, que chefiou a Agência Brasileira de Inteligência no governo Bolsonaro, teria buscado informações sobre políticos do Rio de Janeiro, incluindo desafetos da família Bolsonaro, mesmo quando após deixar o cargo.

Inquérito sobre golpe também impediu a presença de Valdemar Costa Neto, presidente do PL. O ministro Alexandre de Moraes, do STF, proibiu os investigados de manterem contato. Isso inclui Valdemar e Bolsonaro.

Ontem, Moraes liberou ontem o acesso a 27 depoimentos prestados à PF no âmbito das investigações. Acesse as íntegras dos textos. Apesar da repercussão, Bolsonaro ficou em silêncio sobre os conteúdos dos depoimentos e passou o dia divulgando imagens de encontros com apoiadores.

Comandantes implicaram Bolsonaro em tentativa de golpe

Comandantes das Forças Armadas na época confirmam intenção de Bolsonaro de dar golpe caso tivesse apoio. O ex-comandante Carlos Almeida Baptista Júnior (Aeronáutica) disse à PF que, se o então comandante do Exército, general Marco Antônio Freire Gomes, tivesse concordado, um decreto de Estado de Sítio seria declarado para impedir a posse de Lula (PT).

Matéria: UOL Notícias

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo