Economia

Brasil é o 7º país com mais bilionários; confira mais números curiosos

2.781 bilionários, novo número recorde da lista da Forbes. O número de bilionários citados pela revista neste ano tem 141 pessoas a mais que no ano passado e 26 a mais que o último recorde, estabelecido em 2021.

Apenas 14 nomes da lista detêm, cada um, mais de US$ 100 bilhões. De acordo com a Forbes, isso significa que que apenas 0,5% dos 2.781 bilionários do mundo detêm 14% de toda a riqueza bilionária.

265 novos bilionários entraram para a lista. Entre os recém-chegados, estão a cantora Taylor Swift; a lenda e empresário da NBA Earvin “Magic” Johnson; o estilista francês Christian Louboutin; Todd Graves, fundador rede de fast-food Raising Cane’s; Maggie Gu, Molly Miao e Ren Xiaoqing, os três cofundadores da Shein; Antonio Gracias, amigo de Elon Musk e investidor da Tesla e da SpaceX; entre outros nomes.

Só o setor da tecnologia é responsável por 38 recém-chegados. O aumento do interesse pela Inteligência Artificial, acompanhado da crescente procura por chips de computador, ajudou a trazer mais nomes do setor para a lista.

Mesmo com todos os recordes e novos nomes, o homem mais rico do mundo segue sendo o francês Bernard Arnault, dono da gigante de artigos de luxo LVMH —império que detém marcas como Louis Vuitton, Dior e Givenchy. Segundo a revista, seu patrimônio é avaliado em US$ 233 bilhões. Na sequência, aparecem Elon Musk (US$ 195 bilhões), Jeff Bezos (US$ 194 bilhões), Mark Zuckerberg (US$ 177 bilhões) e Larry Ellison (US$ 141 bilhões).

Sub-representação de mulheres. Neste ano, as mulheres são somente 369 dos 2.781 bilionários do mundo —ou seja, cerca de 13%, o mesmo número do ano passado.

Matéria: UOL Economia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo