Esporte

Carille e Teixeira questionam uso do VAR em derrota do Santos, mas Claus ganha elogios

A arbitragem de Raphael Claus ganhou holofotes após a vitória de 2 a 0 do Palmeiras sobre o Santos. Os santistas reclamaram da marcação do pênalti que resultou no primeiro gol dos mandantes no Allianz Parque. O técnico Fábio Carille questionou o uso do VAR.

“Tem as informações que no primeiro gol a bola estava rolando. Aí o senhor VAR nunca trabalha, estranho isso, deixa dúvidas ainda… Apesar de termos dado mole, são detalhes de que a bola estava rolando. Repetindo, lição temos todos os dias, todos os treinos e jogos. Triste pelo jogo, mas muito feliz pelos meses de trabalho”, disse.

O presidente Marcelo Teixeira também se pronunciou. Assim como o comandante, o mandatário contestou o uso da tecnologia, porém fez questão de exaltar o trabalho de Claus.

“O trio de arbitragem foi muito bem, conduziu bem. O detalhe é a decisão do VAR. É estranho, pois quando o VAR chama, o próprio Claus dá sinal de seguir o jogo. O João Paulo quase bateu o tiro de meta. Aí o VAR chama de novo. Mas não vamos detalhar algum possível erro”, contou.

“Não vi erro do Claus. Ele conduziu bem o jogo. São talvez detalhes que possam ocorrer, como a bola rolando. O VAR poderia ter revisto a questão da bola rolando. Eu fui ao vestiário deles e os comprometei”, completou.

Com a derrota, o Santos ficou com o vice-campeonato do Paulistão.

O Peixe volta as suas atenções agora para a Série B do Campeonato Brasileiro. O time estreia no torneio no final de semana dos dias 20 e 21, contra o Paysandu, na Vila Belmiro. A CBF ainda não detalhou a rodada.

Gazeta Esportiva

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo