Tecnologia

ChatGPT poderá citar notícias em respostas graças a novo acordo

A OpenAI e a Axel Springer, uma importante editora global de notícias, anunciaram um acordo inédito que permitirá ao ChatGPT resumir notícias de veículos de comunicação consagrados, como Politico e Business Insider.

Para quem tem pressa:

  • Parceria OpenAI e Axel Springer: OpenAI e Axel Springer, uma grande editora de notícias global, anunciaram uma colaboração para que o ChatGPT possa resumir notícias de veículos como Politico e Business Insider;
  • Conteúdo de Notícias como Dados de Treinamento: A Axel Springer fornecerá conteúdo de suas marcas de mídia, incluindo conteúdos exclusivos para assinantes, para serem usados como dados de treinamento nos modelos avançados de linguagem da OpenAI, como o GPT-4;
  • Funcionalidades do ChatGPT com Novos Dados: O ChatGPT será capaz de fornecer resumos de notas, artigos e reportagens desses veículos, com atribuição e links para os artigos originais;
  • Contexto Legal e Controvérsia: Este acordo segue um precedente de um contrato similar entre a OpenAI e a Associated Press, mas também ocorre em meio a debates e ações legais contra empresas de IA por utilizarem conteúdos de criadores sem permissão.
  • Dependência de Conteúdo Editorial nos Modelos de IA: A News Media Alliance destacou que os conjuntos de dados usados para treinar modelos populares de IA dependem significativamente mais de conteúdo editorial do que o conteúdo genérico da web.

Como parte do acordo, a Axel Springer fornecerá conteúdo de suas marcas de mídia para serem usados como dados de treinamento nos avançados modelos de linguagem da OpenAI, como o GPT-4.

Leia mais:

Assim, o ChatGPT poderá responder perguntas dos usuários com resumos de notas, artigos e reportagens de veículos como Bild e Welt, além dos já citados Politico e Business Insider. Isso incluirá conteúdos exclusivos para assinantes, com atribuição e links para os artigos originais, visando transparência. As informações são da Axel Springer.

Contexto do acordo OpenAI-Axel Springer

Montagem com logotipos da Axel Srpinger e OpenAI
(Imagem: Divulgação)

Este acordo segue um precedente estabelecido quando a OpenAI fechou um contrato semelhante com a Associated Press em julho, no qual adquiriu licenças para usar o arquivo de notícias da AP como dados de treinamento.

Além disso, o acordo surge num contexto em que editores, artistas, escritores e tecnólogos debatem ou tomam medidas legais contra empresas de inteligência artificial (IA) por usarem seus conteúdos ou criações em chatbots e modelos de geração de imagens. Os autores como John Grisham e George R.R. Martin, por exemplo, processaram a OpenAI por suposta infração de direitos autorais.

A News Media Alliance, representando mais de 2,2 mil editores, realizou uma pesquisa em outubro, indicando que os conjuntos de dados usados para treinar modelos populares de IA dependem consideravelmente do conteúdo editorial, superando em muito o conteúdo genérico da web.

Olhar Digital

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo