Economia

Como a Insider Store desbancou a Hering em vendas de roupas básicas do Brasil

A Insider Store passou a Hering e se tornou a maior marca de roupas essenciais em vendas online no Brasil, segundo seu CEO e co-fundador, Yuri Gricheno, citando dados da plataforma SimilarWeb. A marca de moda fundada em 2017, que aposta em sustentabilidade, design minimalista e tecnologia, desbancou a tradicional varejista em volume de itens vendidos no acumulado de 2024.

Seja um dos primeiros a garantir ingressos para a NFL no Brasil com a XP. Pré-venda exclusiva com Cartão XP, aprovado em 24h!

Segundo Yuri Gricheno, CEO e co-fundador da Insider, a liderança veio pela primeira vez no período da Black Friday de 2023. “Depois disso, nos consolidamos na primeira posição da categoria de essenciais, as chamadas roupas básicas. Além disso, também estamos entre os 10 sites de vestuário mais acessados do país, considerando marketplaces e sites de fast fashion”, diz o executivo.

Continua depois da publicidade

Sócios da Insider, Carol Matsuse, co-fundadora e COO da marca e Yuri Gricheno, CEO e co-fundador. (Crédito: Divulgação)

A marca, que já atendeu 800 mil clientes e comercializou cerca de 5 milhões de peças desde a fundação, nasceu da premissa de identificar soluções para os problemas de vestuário. Incomodado com as manchas nas camisas utilizadas para o trabalho, as famosas “pizzas”, Yuri teve a ideia de desenvolver uma undershirt com tecnologia para controle de suor. Foi com este produto que entrou no mercado há sete anos, juntamente à sua sócia, Carol Matsuse, co-fundadora e COO da marca.

Mas o portfólio da marca não ficou restrito às camisetas masculinas, que na época ganharam destaque entre trabalhadores do mercado financeiro pela tecnologia e estética apropriada parao uso com roupas sociais. Os clientes da Faria Lima logo começaram a se espalhar e, em 2020, a Insider se destacou com a criação de máscaras antivirais durante a pandemia de covid-19. “O estoque para um mês esgotou em apenas três horas”,  conta Carol.

No ano seguinte, a Insider lançou a Tech T-Shirt, seu carro-chefe, com fibra de origem natural que não desbota e desamassa no corpo. “Desenvolvemos uma tecnologia antiodor, com regulagem de temperatura, em um tecido duas vezes mais macio que uma camiseta de algodão feito de fibra de celulose. Até hoje é o nosso produto mais vendido”, diz o executivo.

Continua depois da publicidade

Inicialmente, a marca foi concebida para atender principalmente à demanda masculina. No entanto, a produção de roupas tecnológicas e sustentáveis chegou ao segmento feminino e, atualmente, o portfólio conta com 57 produtos para elas, em comparação com os 28 voltados para o público masculino, além de oferecer quatro opções unissex. “Ainda temos muitos grupos de interesse e vamos aumentar o número de produtos. Também não descartamos a entrada no segmento kids em um próximo momento”, afirma Gricheno.

A pegada sustentável da marca conta com tecnologia e inovação e foca no desenvolvimento de cada produto, processo que pode levar até dois anos. “Temos uma equipe de P&D que conta com profissionais de áreas diversas, que vão desde estilistas, modelistas até engenheiros e cientistas de materiais. Estamos constantemente em busca de novas formas de inovar, sem deixar o design e o conforto de lado”, afirma o executivo.

Cadeia de fornecedores e tecnologia

Para garantir a qualidade dos produtos, comercializados apenas online, a Insider mantém uma cadeia de mais de 30 fornecedores, parte deles exclusivos. A fibra dos tecidos vem de fora do Brasil e é feita a partir de madeira de reflorestamento por uma empresa na Áustria. Depois, há um processo que transforma a fibra em fios, que já acontece no país. “Fazemos a customização das matérias-primas internamente e aplicamos a tecnologia nas roupas. A ideia é que depois que um cliente compre com a gente seja impossível voltar atrás e usar outra marca”, explica o CEO.

Continua depois da publicidade

A aposta de marketing da empresa, aliás, ainda é pautada no famoso boca a boca. Metade das vendas da companhia acontecem de forma orgânica e há um índice de recompra alto, acima da média do mercado. O apelo central é atrair clientes que se preocupam com a origem e destinação dos produtos. “Somos pautados pelo ESG. Até mesmo no aspecto financeiro, já que somos auto-financiados e não contamos com aportes e captação no mercado de capitais. Apostamos no crescimento orgânico e contamos com linhas de crédito para ter saúde financeira”, diz o executivo, que pretende alavancar o faturamento da marca em 165% em 2024.

Para alcançar seu melhor resultado, a aposta da Insider está na ampliação do portfólio. Recentemente, a empresa lançou uma linha de beachwear exclusiva para o público feminino, feita com material biodegradável à base de milho. Além disso, também incorporou roupas para práticas esportivas na lista de produtos comercializados em mais de 50 países, principalmente nos Estados Unidos, Portugal e Canadá. “Até o final do ano teremos mais lançamentos com uso de biomateriais. Acreditamos no futuro dos materiais sustentáveis, que proporcionam maior performance e conforto”, finaliza Gricheno.

Infomoney

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo