Política

Confederação israelita rebate Lula por fala sobre genocídio


Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) rebateu as declarações do presidente Lula, que continua equiparando as ações de Israel às do grupo terrorista Hamas

Em entrevista à Al Jazeera, o presidente brasileiro disse que as respostas israelenses são “ainda mais sérias” que os atos do Hamas. Lula também voltou a chamar a ofensiva israelense de “genocídio”.

“A Conib lamenta profundamente declarações do presidente Lula comparando as ações de defesa de Israel a genocídio. É uma acusação falsa que, vinda do presidente da República, ganha dimensões ainda mais graves”, diz a nota.

“A Conib mais uma vez pede serenidade e equilíbrio às autoridades neste momento tão tenso e doloroso, com aumento de manifestações antissemitas no Brasil e no mundo.”

Na entrevista, Lula também afirmou que o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, é um “extremista” e que não tem sensibilidade humana. E voltou a chamar a guerra de Israel contra o grupo terrorista de “genocídio”:

“Não se trata de uma guerra tradicional, mas de um genocídio, que mata milhares de crianças e mulheres que não têm culpa alguma.”

Leia também: Lula condena Israel, critica Biden e afaga Putin

Matéria: O Antagonista

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo