Política

Deputada do PT critica vetos de Lula na lei orgânica da Polícia Civil

Uma das vice-líderes do PT na Câmara, a deputada Delegada Adriana Accorsi (GO) criticou em um grupo da bancada os vetos do presidente Lula (PT) na lei orgânica da Polícia Civil.

No último dia 24, o presidente sancionou a norma, mas vetou uma série de direitos que estavam presentes no texto aprovado pelo Congresso Nacional, entre eles a previsão de aposentadoria integral, licenças remuneradas e algumas indenizações.

Para os colegas de partido, a parlamentar afirmou que o governo está “apanhando muito” por causa dos vetos. “Infelizmente não conseguimos reverter”. As declarações se deram num momento em que os deputados demonstraram preocupação com a avaliação do Executivo.

Ao Painel, Accorsi diz que sua “lealdade e confiança” no presidente Lula “são inabaláveis”, que apoia e colabora com o Executivo, mas que como policial civil entende que a lei orgânica é uma “construção que vem sendo realizada há muitos anos”.

“E finalmente com o apoio do governo, do ministro Flávio Dino, do ministro Alexandre Padilha, nós conseguimos elaborar uma proposta que conseguimos chegar a um acordo geral no país, com todas as entidades, com todos os policiais civis e também com deputados e senadores”, diz.

Ela avalia que é possível rever os vetos e diz que esse tema “talvez tenha sido orientado equivocadamente ao presidente”.

“Nós estamos conversando sobre isso e acredito que o presidente tem essa sensibilidade de dialogar sobre essa possibilidade”, completa.

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Folha de São Paulo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo