Política

Deputado federal deixa PSDB-SP com autorização do partido, mas corre risco de sofrer ação judicial

Figura histórica do PSDB de São Paulo, o deputado federal Carlos Sampaio anunciou a mudança para o PSD. Os tucanos agora ficarão reduzidos a 18 representantes na Câmara, sendo apenas 2 paulistas.

A desfiliação foi autorizada em carta pelo presidente nacional do PSDB, Marconi Perillo, mas Sampaio pode ser alvo de processo por infidelidade partidária na Justiça Eleitoral mesmo assim.

Isso porque seu suplente é o historiador Marco Antônio Villa, do Cidadania, partido federado com os tucanos. Ele poderá alegar que a autorização teria de ser dada pela federação, e não apenas pelos tucanos. Também há possibilidade de uma ação do Ministério Público para que Sampaio perca o mandato.

Villa disse ao Painel que vai esperar os posicionamentos da federação e do MP para decidir se entra com ação.

“Tomei conhecimento da notícia ontem [terça-feira] à noite. Vou aguardar o Ministério Público e um pronunciamento da federação para avaliar o melhor caminho”, declarou.

O presidente da Federação PSDB-Cidadania, Bruno Araújo, foi procurado pelo Painel, mas não respondeu. Sampaio também não foi localizado.

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Folha de São Paulo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo