Governo de Goiás

Desenvolve Goiás conta com adesão de mais de 30 indústrias

Ao todo, 31 indústrias instaladas nos distritos agroindustriais do estado aderiram ao Programa Desenvolve Goiás até esta quarta-feira (18/01). A ação por meio da Companha de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego) busca promover a regularização de imóveis e reduzir a inadimplência. Já o prazo para aderir à segunda etapa do programa encerra no dia 22 de fevereiro.

Os empreendimentos interessados em participar têm a oportunidade de receber descontos de até 99% em multas e juros para quitação à vista de débitos referente ao fornecimento de água e esgoto ou possibilidade de parcelamento destes em até oito vezes.

Além disso, com a adesão é possível regularizar a situação dos terrenos com baixa taxa de ocupação; fazer alienação entre particulares sem anuência; retomada da produção e devolução de área.

Até o momento foram apresentadas 70 solicitações para participação no Programa Desenvolve Goiás, sendo que 31 empresas concluíram as adesões.

Os acordos fechados resultaram em recursos na ordem de R$ 6,4 milhões, que serão utilizados na modernização e em melhorias na infraestrutura dos 27 distritos agroindustriais de Goiás, localizados em 23 municípios.

O presidente da Codego, Manoel Castro, reforça que a medida é benéfica para ambas as partes. “Temos como missão contribuir com o crescimento sustentável de Goiás. E com o programa, trazemos condições amigáveis para que os empresários consigam se desenvolver, gerando retorno para o estado em termos de empregos, investimentos, retomada da produção e receita, contribuindo com o aquecimento da economia goiana.”

QUEM PODE PARTICIPAR

A adesão ao Programa Desenvolve Goiás deve ser solicitada formalmente pelas empresas assentadas em imóveis nos distritos agroindustriais de Goiás administrados pela Codego.

É requisito que possuam condição resolúvel em favor do Estado, mediante o pagamento de multa formal, devolução de área e concessão de prazo para a regularização, por exemplo, com a apresentação de documentos e construções.

Fonte: SECOM-GO

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo