Entretenimento

Dia dos namorados: veja filmes picantes para assistir a dois


‘Rivais’, ‘Azul é a cor mais quente’, ‘Os sonhadores’ e ‘Instinto Selvagem’ estão em lista do g1. Mike Faist, Zendaya e Josh O’Connor em cena de ‘Rivais’
Divulgação
A tensão sexual está de volta ao cinema. Após um período de sumiço das tensões sexuais em Hollywood, existe uma nova safra de produções com cenas quentes em filmes como “Rivais” e “Saltburn”.
Abaixo, o g1 indica filmes picantes para ver a dois no dia dos namorados.
LEIA MAIS: Os novos filmes estão mais eróticos?
O filme que definiu o thriller erótico e matou o gênero
‘Rivais’
Assista ao trailer de ‘Rivais’
O drama dirigido por Luca Guadagnino (“Me chame pelo seu nome”) é tesão e tenacidade em sua forma pura – traduzidos pelas formas torneadas de seu jovem triângulo amoroso, interpretado por Zendaya (“Euphoria”), Mike Faist (“Amor, sublime amor”) e Josh O’Connor (“The crown”). Há tempos não se via no cinema um tesão tão inextinguível, em um sentido que vai além do sexual. No filme, o desejo é sexual e é tenacidade e é obstinação – constantes e perpétuos. Leia mais sobre ‘Rivais’.
‘Saltburn’
Barry Keoghan e Jacob Elordi em cena de ‘Saltburn’ (2023)
Divulgação
“Saltburn” é um dos queridinhos da temporada 2024. É um filme de uma pessoa estranha que conhece uma família excêntrica, mas tem um lado sensual e por isso entra nesta lista. O negócio aqui é unir comédia, drama, sexo, sangue, reviravoltas e cenas polêmicas.
‘Azul é a cor mais quente’
Cena de ‘Azul é a cor mais quente’
Divulgação
Grande vencedor do Festival de Cannes de 2013, “Azul é a cor mais quente” é baseado na história em baseado em quadrinhos adulta “Le bleu est une couleur chaude”. A trama acompanha dez anos da vida da jovem Adèle (Adèle Exarchopoulos), da época de debutante ao início da fase adulta. As descobertas da sexualidade são temas do filme. Após descobrir o sexo com um colega de escola, a protagonista acaba se apaixonando por uma garota de cabelo azul, chamada Emma (Léa Seyodux), que ela vê casualmente na rua e por quem fica obcecada.
‘Mata-me de Prazer’
Cena do filme ‘Mata-me de prazer’
Divulgação
No thriller erótico “Mata-me de prazer”, Alice (Heather Graham) conhece Adam (Joseph Fiennes), um misterioso alpinista. Em pouco tempo, os dois se envolvem em um relacionamento intenso e apaixonado, fazendo com que ela desista de seu namorado. Mas ele tem um terrível segredo.
‘Instinto Selvagem’
Sheron Stone em ‘Instinto selvagem’
Reprodução
Sharon Stone estrela “Instinto Selvagem”, um filme que consolidou o gênero thriller erótico no começo dos anos 90. Na trama dirigida por Paul Verhoeven (“Robocop”), um violento detetive da polícia investiga um assassinato brutal, no qual um romancista manipulador e sedutor poderia estar envolvido. Leia mais sobre “Instinto Selvagem”.
‘De Olhos Bem Fechados’
Tom Cruise e Nicole Kidman eram marido e mulher quando estrelaram ‘De Olhos Bem Fechados’, famoso pela cena de orgia
Warner/Divulgação
Tom Cruise e Nicole Kidman eram marido e esposa quando estrelaram “De Olhos Bem Fechados” (1999), filme dirigido por Stanley Kubrick. O longa ficou famoso pela cena de uma orgia. O roteiro é sobre um médico de Nova Iorque que sai uma noite em procura de aventura sexual depois que sua esposa lhe revela um doloroso segredo.
‘Os sonhadores’
Cena do filme ‘Os sonhadores’, de 2003
Divulgação
Dirigido por Bernardo Bertolucci, “Os sonhadores” segue a história de um jovem americano (Michael Pitt) que estuda em Paris em 1968 e faz amizade com uma francesa (Eva Green) e seu irmão (Louis Garrel). A tensão sexual entre os três divide o roteiro com os protestos estudantis de Paris de 1968.
‘Observadores’
Sydney Sweeney e Ben Hardy em cena de ‘Observadores’ (2021)
Divulgação
Em “Observadores”, Pippa (Sydney Sweeney) e Thomas (Justice Smith) entram no apartamento de seus sonhos, mas logo percebem que estão sendo observados pelos vizinhos. A partir daí, eles se veem ligados ao casal do apartamento da frente em uma trama de sexo, assassinato e mistério.

Matéria: G1 POP & Arte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo