Entretenimento

‘Divertida Mente 2’: Como animação se tornou 1º grande sucesso de bilheteria de 2024


Somado ao novo ‘Bad Boys’, filme salva ano péssimo para estúdios americanos graças a públicos formados por minorias. Assista ao trailer de ‘Divertida Mente 2’
Com US$ 724 milhões (quase R$ 4 bilhões) arrecadados em bilheterias ao redor do mundo, “Divertida Mente 2” é oficialmente o primeiro grande sucesso de bilheteria de 2024 — e, com isso, dá um pouco de esperança para Hollywood, que assistia a um de seus piores anos em muito tempo.
Mais do isso, a animação da Pixar virou uma máquina de grandes marcas. Entre elas, já é:
a maior bilheteria do ano no mundo inteiro, apenas duas semanas depois de estrear nos Estados Unidos;
a melhor estreia de uma animação no Brasil, com R$ 96,3 milhões;
a segunda melhor estreia geral no país, atrás apenas de “Vingadores: Ultimato” (2019), com R$ 102,3 milhões;
com US$ 152 milhões (R$ 829 milhões), a segunda melhor estreia de uma animação nos EUA, atrás de “Os Incríveis 2”, com US$ 183 milhões (R$ 998 milhões).
Há muitos motivos que explicam o sucesso da continuação. Um dos principais deles é a popularidade do filme entre minorias.
No fim de semana de estreia nos EUA, latinos formaram 38% do público de “Divertida Mente 2”, de acordo com a empresa de pesquisa PostTrak. Brancos, que costumam ser metade dos espectadores da Pixar, ficaram só em segundo, com 34%.
Fenômeno parecido aconteceu com o outro sucesso do verão americano. “Bad Boys: Até o fim”, que ainda está em cartaz mas já é a sexta maior arrecadação do ano, teve 44% do público formado por negros, e 26%, latinos.
Há quem diga também que os dois filmes conseguiram um eco do efeito “Barbenheimer” de 2023, no qual o lançamento de duas produções completamente diferentes mais ou menos ao mesmo tempo provocaram um grande fluxo aos cinemas.
A Disney, estúdio dono da Pixar, sabia do potencial que tinha em mãos e reforçou a divulgação de “Divertida Mente 2” na Univision e na Telemundo, dois canais americanos com programação em espanhol.
Martin Lawrence e Will Smith em cena de ‘Bad Boys: Até o fim’
Divulgação
Nostalgia
É sintomático que, além das quatro emoções novas que dão as caras, o filme apresente também a Nostalgia como uma participação especial do futuro. Afinal de contas, a animação também conta com o público que assistiu ao primeiro há nove anos — e aqueles que cresceram vendo nesse tempo.
Por isso, o estúdio também planejou ações para espectadores mais velhos. Entre elas, exibiu os primeiros 35 minutos do filme em 20 universidades americanas.
O plano parece ter funcionado. Crianças de até 12 anos ainda foram a maior parte do público na estreia (23%), mas uma fatia de 18% foi formada por pessoas com idades entre 18 e 24 anos.
A salvação de 2024?
Muitos acreditam que o sucesso de “Divertida Mente 2” deve se traduzir também como o primeiro filme a ultrapassar a marca do US$ 1 bilhão nas bilheterias, além de virar a chavinha no público e motivá-lo a ir aos cinemas.
Algo importante, em especial no começo do verão americano, época de lançamento das principais apostas de Hollywood.
As arrecadações da animação e do filme de Will Smith já ajudaram a diminuir o estrago dos fracassos de 2024. Antes das duas estreias, a arrecadação do ano era 25% menor que a do mesmo período em 2023. Agora, a diferença caiu para cerca de 21%.
Com lançamentos de outras grandes promessas, como “Meu Malvado Favorito 4” no começo de julho e “Deadpool e Wolverine” no final do mês, estúdios e exibidores respiram um pouco aliviados.
Cena de ‘Divertida Mente 2’
Divulgação

Matéria: G1 POP & Arte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo