Esporte

Djokovic amplia diferença para Alcaraz, que pode perder 2º lugar após queda no Brasil

Os maus resultados de Carlos Alcaraz na América do Sul fizeram com que Novak Djokovic aumentasse sua diferença à frente do ranking da ATP, enquanto o espanhol vê sua segunda posição ameaçada por Jannik Sinner (3º).

Alcaraz, que no Aberto da Austrália caiu nas quartas de final (derrota para Alexander Zverev), defendia muitos pontos somando o ATP 250 de Buenos Aires e o Rio Open (ATP 500).

Na Argentina, onde foi campeão em 2023, foi eliminado nas quartas de final; no Rio, onde foi finalista há um ano, abandonou o torneio após sofrer uma lesão no tornozelo na estreia.

Com isso, Alcaraz perdeu 300 pontos no ranking e sua vantagem sobre Sinner, campeão do Aberto da Austrália e do ATP 500 de Roterdã este ano, caiu para 535 pontos.

Thiago Wild, que continua sendo o melhor brasileiro no ranking, ganhou nove posições e agora é o número 73 do mundo, depois de ir até as quartas de final do Rio Open.

O campeão do torneio carioca, o mais importante da América do Sul, foi o argentino Sebastián Báez (21º), que também subiu nove degraus na lista, mas não conseguiu entrar no Top 20.

Ranking da ATP publicado nesta segunda-feira:

1. Novak Djokovic (SRV) 9.855 pontos

2. Carlos Alcaraz (ESP) 8.805

3. Jannik Sinner (ITA) 8.270

4. Daniil Medvedev (RUS) 8.015

5. Andrey Rublev (RUS) 5.110

6. Alexander Zverev (ALE) 5.085

7. Holger Rune (DIN) 3.700

8. Hubert Hurkacz (POL) 3.395

9. Alex De Minaur (AUS) 3.210

10. Taylor Fritz (EUA) 3.150

11. Casper Ruud (NOR) 3.120 (+1)

12. Stefanos Tsitsipas (GRE) 3.080 (-1)

13. Grigor Dimitrov (BUL) 2.925

14. Tommy Paul (EUA) 2.375

15. Karen Khachanov (RUS) 2.260 (+2)

16. Frances Tiafoe (EUA) 2.155 (-1)

17. Ben Shelton (EUA) 2.055 (-1)

18. Ugo Humbert (FRA) 1.990

19. Adrian Mannarino (FRA) 1.950 (+1)

20. Francisco Cerúndolo (ARG) 1.840 (+2)

73. Thiago Seyboth Wild (BRA) 802 (+9)

Folha de São Paulo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo