Economia

Dólar hoje acelera ganhos ante real e segue acima de R$ 5,50 após inflação nos EUA

O dólar à vista opera com alta ante o real nesta sexta-feira (28) após abertura levemente negativa, com investidores digerindo índice de preços de despesas pessoais (PCE), que ficou estável em relação a abril e em linha com o esperado. Em abril, a leitura apontou alta de 0,3%. Na base anual, o PCE acumulou 2,6% em maio, em linha com a expectativa e levemente abaixo dos 2,7% em abril.

O foco dos investidores também se divide entre a formação da taxa Ptax de fim de mês e em novas declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de crescimento para os próximos meses e anos

Continua depois da publicidade

Qual a cotação do dólar hoje?

Às 9h40, o dólar à vista subia 0,28%, a R$ 5,523 na compra e na venda. Na B3 o contrato de dólar futuro para agosto DOLc1 — que nesta sexta passa a ser o mais líquido — subia 0,35%, aos R$ 5,521.

Taxa de câmbio calculada pelo Banco Central com base nas cotações do mercado à vista, a Ptax serve de referência para a liquidação de contratos futuros. No fim de cada mês, agentes financeiros costumam tentar direcioná-la a níveis mais convenientes às suas posições, sejam elas compradas (no sentido de alta das cotações) ou vendidas em dólar (no sentido de baixa).

Dólar comercial

  • Compra: R$ 5,523
  • Venda: R$ 5,523

Dólar turismo

Os investidores operam com o foco na formação da taxa Ptax de fim de mês, digerindo os dados do PCE e atentos a novas declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Continua depois da publicidade

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira que os recentes ganhos do dólar contra o real são consequência de especulação com derivativos, acrescentando que o Banco Central tem a obrigação de investigar a situação.

Em entrevista à rádio FM O Tempo, durante visita a Minas Gerais, Lula ainda afirmou que o patamar atual da taxa Selic, a 10,50% ao ano, é “irreal”, defendendo que a inflação está “controlada”.

(Com Reuters)

Infomoney

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo