Economia

É motorista de app? Saiba como declarar o valor das corridas no IR

Marque o quadro “Principal” se não tiver outra ocupação com carteira assinada. Deixe o “Registro Profissional” em branco e clique em “Adicionar”. Ao clicar em “Salvar Informações”, o contribuinte é direcionado automaticamente para a página com os valores recebidos.

Cadastre os ganhos. Utilize a seção de “Rendimentos” para preencher os valores embolsados com as corridas de aplicativo. Na sequência, mencione que os recebimentos foram pagos por “Pessoa Física”, cite O CPF do passageiro. Tenha em mãos um informe detalhado da empresa com as informações sobre todos os passageiros transportados.

Lembre-se de que nesta etapa o montante deve corresponder a 60% do rendimento com cada corrida. Caso o valor recebido seja de R$ 30, adicione R$ 18 no campo. Para fazer o cálculo, apenas multiplique o total por 0,6. Clique em “Incluir Rendimento’ e repita o mesmo processo para cada trajeto concluído.

Pagamentos mensais. Com os valores cadastrados corretamente todos os meses, o contribuinte deve gerar um Darf (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) e pagar até o último dia útil do mês seguinte aos recebimentos.

Atenção com as alíquotas. A cobrança de imposto sobre o rendimento dos profissionais autônomos é feita para todos os ganhos mensais que superaram R$ 1.903,98 entre janeiro e abril, e foram maiores do que R$ 2.112 entre maio e dezembro.

Cuidado com a multa. O contribuinte que perder o prazo de pagamento do imposto devido fica sujeito ao recolhimento de juros de 1% ao mês e multa diária de 0,33%, limitada a 20% do imposto devido.

Matéria: UOL Economia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo