Economia

Embraer anuncia parceria para inovação em aviação sustentável

A Embraer informou nesta quarta-feira (28) que sua incubadora e aceleradora de mercado, a Embraer-X, assinou uma parceria com o centro de inovação alemão Sustainable Aero Lab, em uma iniciativa conjunta para alavancar a inovação aberta em conexão com pesquisadores globais, empreendedores, profissionais da indústria aeronáutica e investidores.

A Embraer afirma estar comprometida em colaborar com a aviação sustentável, por meio da troca de experiências e do investimento em projetos de startups com foco em transição energética no transporte aéreo.

“O Sustainable Aero Lab tem desempenhado um papel fundamental no ecossistema global de inovação aberta, mentorando importantes lideranças. Queremos combinar sinergias para inspirar e acelerar novas oportunidades de negócios, projetos e tecnologias que estão criando o futuro sustentável que move cada um de nós”, disse Daniel Moczydlower, CEO da Embraer-X.

“Com o apoio da Embraer-X, elevaremos para novos patamares nosso programa de mentoria para startups de aviação. Estamos entusiasmados para trabalhar juntos na construção de um futuro sustentável para a aviação, coordenando as nossas iniciativas de apoio e simplificando o acesso aos recursos de ambas as partes para startups, infraestruturas e conhecimento especializado”, afirmou Stephan Uhrenbacher, fundador e CEO do Sustainable Aero Lab.

O Sustainable Aero Lab diz ter a mesma visão da Embraer-X de tornar realidade a aviação neutra em carbono. O centro identifica e acelera startups e projetos em todo o mundo para proporcionar uma redução do impacto da aviação no clima.

O centro promove encontros de startups com mentores e investidores em sessões ao vivo e ações de coaching individual, além da identificação de clientes, novos projetos e parceiros.

Com isso, o Sustainable Aero Lab funciona como uma plataforma de discussão aberta e promoção de tecnologias de aviação com emissão zero, incluindo avanços como combustível de aviação sustentável (SAF) e hidrogênio.

Folha de São Paulo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo