Saúde

Estado de SP registra 644 mortes por dengue e 960.081 casos confirmados

O estado de São Paulo atingiu a marca de 644 mortes por dengue, segundo dados do painel de monitoramento da Secretaria Estadual da Saúde desta quarta-feira (8).

Em relação aos casos, já foram registrados 960.081 casos confirmados da doença. Só na capital, São Paulo, são 296.733.

Há, ainda, 743 mortes em investigação.

A cidade de São Paulo registrou o maior número de mortes por dengue, alcançando 122 óbitos, seguida por São José dos Campos (105), Guarulhos (48) e Jacareí (53).

Na última segunda-feira (6), todos os distritos da cidade de São Paulo registraram um aumento na incidência de dengue em relação à semana anterior, segundo boletim divulgado pela prefeitura.

Até em regiões com menores ocorrências, como Moema e Jardim Paulista, houve um aumento considerável de casos.

Jaguara e São Miguel, distritos com as maiores taxas, também apresentaram crescimento. O aumento pode ser associado ao adensamento populacional e às altas temperaturas na cidade, reforçado por uma massa de ar quente e seco que aumentou as temperaturas no estado. Apesar disso, as chuvas ficaram abaixo da média para o mês.

Ainda que os números sejam altos, a maioria dos estados apresenta tendência de queda, segundo o Ministério da Saúde . A diminuição foi verificada em 22 estados, enquanto quatro (Ceará, Maranhão, Pará e Tocantins) mostraram estabilidade e só o Mato Grosso continua com o aumento das infecções.

Além da importância da vacinação, a eliminação dos criadouros do mosquito ainda é a medida mais eficaz na prevenção da dengue.

Medidas simples, como cobrir caixas d’água e outros recipientes, limpar recipientes de água de animais de estimação, e vedar ralos e pias, são essenciais nesse processo e podem ser facilmente incorporadas à rotina.

Vacinação contra dengue

O Ministério da Saúde anunciou em abril a ampliação da vacinação contra a dengue para mais 625 novos municípios e seis estados brasileiros. A pasta confirmou o envio de uma quarta remessa de 986,5 mil doses da vacina, distribuídas para 625 novos municípios e 6 estados brasileiros —inclusive, em locais já contemplados anteriormente.

No total, foram enviadas 2,6 milhões de doses para os estados e o Distrito Federal.

Informação

Folha de São Paulo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo