Economia

Governo de SP divulga prospecto para privatização da Sabesp

Participação do governo na Sabesp cairá de 50,3% para 18,3%. Com a nova distribuição definida, a parcela da empresa negociada no mercado de renda variável vai saltar 17 pontos percentuais, dos atuais 49,7% para 66,7%. Os demais 15% serão do investidor de referência.

Cabe agora aos investidores de referência a apresentação das propostas de preço pelas ações da Sabesp. As duas melhores ofertas serão selecionadas para permanecer no processo. O vencedor será determinado pelo maior volume de transação e o preço ponderado mais elevado.

Valores ainda serão mantidos em sigilo. Conforme determinação para garantir mais segurança à operação e reduzir riscos, ficou estabelecido que os montantes referentes ao preço e a cobertura mínima serão divulgados somente após a liquidação da oferta.

Contas mais baratas

O governo avalia que a privatização reduzirá as tarifas de água e saneamento no estado. As projeções mostram que as famílias de baixa renda sentirão um alívio instantâneo de 10% no valor final das contas. Reduções também são previstas para os clientes residenciais (-1%), comércio (-0,5%) e indústria (-0,5%).

Tarifa de equilíbrio, utilizada para compor a receita da Sabesp, cairá 4,2%. A redução corresponde a uma atualização em relação à previsão inicial de queda na faixa de 6,4%, segundo cálculos da IFC (International Finance Corporation), assessoria contratada para fazer os estudos sobre a desestatização. A taxa, no entanto, não reflete para o consumidor final.

Matéria: UOL Economia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo