Economia

IRB (IRBR3) cai 5,45% apesar de lucro em resultado de 2023 enviado à Susep: por quê?

(Reuters) – As ações do IRB(Re) (IRBR3) fecharam com baixa de 5,45%, a R$ 39,06, nesta quarta-feira, em meio à análise do resultado de 2023, que não agradou apesar do lucro líquido de R$ 114,2 milhões, revertendo prejuízo de R$ 630,3 milhões um ano antes.

No ano passado, o volume de prêmios emitidos líquidos caiu 19% em relação a 2022, para R$ 5,7 bilhões, o que a companhia disse que está “em linha com a estratégia de limpeza da carteira e seleção rigorosa de riscos”.

O resultado operacional ficou positivo em R$ 169,6 milhões, ante um prejuízo de R$ 1,2 bilhão em 2022, conforme os dados divulgados nesta quarta-feira.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

O IRB(Re) disse que as aplicações financeiras totalizaram R$ 8,4 bilhões em 2023, gerando resultado financeiro R$ 426,1 milhões, favorecido pelas taxas de juros locais.

As despesas administrativas somaram R$ 347,3 milhões, afetadas em parte pelo acordo celebrado com o Departamento de Justiça dos EUA em abril, no valor de US$ 5 milhões, que impactou esta linha em R$ 25,4 milhões.

A companhia também citou efeito de dois programas de demissão voluntária realizados.

Analistas do Safra consideraram os resultados negativos para as ações, uma vez que permitem inferir o desempenho de dezembro. “E o quadro está longe de ser bom”, afirmaram em nota enviada a clientes.

Eles calculam que o lucro líquido em dezembro atingiu R$ 4 milhões, o que indica um resultado final de R$ 38 milhões para o quarto trimestre, abaixo das previsões no mercado.

“Vemos que o fraco desempenho operacional do IRB perdurará por mais tempo. Como resultado das anomalias climáticas, os sinistros deverão permanecer sob pressão, uma vez que o setor Rural continua a ser uma exposição significativa.”

Eles acrescentaram que este efeito deverá também reduzir o potencial de crescimento dos prêmios, tendo em conta as atuais restrições de adequação de capital, e reiteraram classificação “underperform” para a ação, com preço-alvo de R$ 45.

Em 31 de dezembro de 2023, a companhia tinha suficiência do patrimônio líquido ajustado em relação ao capital mínimo requerido no montante de R$ 533,9 milhões, o que correspondia a 146% do capital mínimo requerido na data.

O indicador de cobertura de provisões técnicas apresentou suficiência de 438,4 milhões de reais, em comparação ao saldo de 332,1 milhões de reais um ano antes.

Os números constam em relatório da companhia com as demonstrações financeiras do exercício findo em 31 de dezembro de 2023 elaboradas em conformidade com as normas contábeis adotadas pela Superintendência de Seguros Privados (Susep).

As demonstrações conforme as Normas Internacionais de Relatório Financeiro (IFRS), aplicáveis a todas as companhias abertas conforme regulamentação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), serão divulgadas em 28 de março.

O IRB(Re) ressaltou, contudo, que as demonstrações previstas para o final de março não revogarão ou substituirão os números divulgados nesta quarta-feira.

Infomoney

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo