Tecnologia

Japão diz que venceu guerra contra uso de disquetes no governo

O governo do Japão finalmente eliminou o uso de disquetes em todos os seus sistemas, um marco aguardado de uma campanha para modernizar a burocracia do país.

A agência responsável por assuntos digitais do país revogou até meados de junho todas as 1.034 regulamentações que regiam o uso dos dispositivos, cujo auge ocorreu há duas décadas.

“Vencemos a guerra dos disquetes em 28 de junho!”, disse em nota à Reuters nesta quarta-feira (3) o ministro de Assuntos Digitais, Taro Kono, defensor da eliminação de máquinas de fax e outras tecnologias analógicas do governo japonês.

A Agência Digital foi criada em 2021, durante a pandemia de Covid-19, quando uma corrida para implementar testes e vacinação em todo o país revelou que o governo ainda dependia de arquivos em papel e de tecnologias obsoletas.

Kono, uma figura carismática com 2,5 milhões de seguidores no X (ex-Twitter), já esteve à frente dos ministérios da Defesa e das Relações Exteriores do Japão.

Ele também teve um papel importante na campanha de vacinação contra a Covid-19 no país, e assumiu o cargo atual em agosto de 2022, após uma tentativa fracassada de se tornar primeiro-ministro.

No entanto, o esforço de digitalização do Japão tem enfrentado inúmeros obstáculos. Um aplicativo de rastreamento de infecções fracassou durante a pandemia e a adoção do cartão de identificação digital My Number do governo tem sido mais lenta do que o esperado, em meio a repetidos problemas com dados.

Folha de São Paulo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo