Notícias

Juiz em caso de Trump sobre subversão eleitoral na Geórgia rejeita algumas acusações

Um porta-voz do gabinete da procuradora distrital do condado de Fulton, Fani Willis, que apresentou o caso, disse que os procuradores estão analisando a decisão e se recusou a fazer mais comentários.

Os advogados de Trump e de cinco aliados, incluindo o ex-chefe de gabinete da Casa Branca Mark Meadows e o advogado pessoal de Trump, Rudy Giuliani, contestaram as alegações de que eles tentaram fazer com que os parlamentares da Geórgia violassem seus juramentos de posse, convencendo-os a nomear falsos delegados pró-Trump para a certificação do resultado da eleição.

Duas das seis acusações que McAfee rejeitou estão relacionadas a uma ligação telefônica em janeiro de 2021, quando Trump teria pressionado a principal autoridade eleitoral da Geórgia, Brad Raffensperger, a “encontrar” votos para reverter sua derrota no Estado.

A acusação não especificava com detalhes suficientes como Trump e seus co-réus poderiam ter violado os juramentos de posse ou os respectivos deveres segundo as Constituições dos EUA ou do Estado da Geórgia, concluiu McAfee.

A decisão de McAfee ocorre no momento em que ele se prepara para emitir uma decisão muito esperada sobre se a promotora que está supervisionando o caso, Fani Willis, deve ser desqualificada por conta de um relacionamento amoroso com um advogado que ela contratou para participar do caso.

(Por Andrew Goudsward e Kanishka Singh em Washington)

Matéria: UOL Notícias

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo