Economia

juro de prefixado recua para até 10,51% em dia de payroll

As taxas oferecidas por títulos do Tesouro Direto apresentam movimento misto, na segunda atualização desta sexta-feira (5). Papéis prefixados têm leve recuo nos juros, ao mesmo tempo em que títulos atrelados à inflação registram ligeira elevação na rentabilidade real.

Por volta das 12h30, os juros futuros brasileiros também recuavam, movimento que espelhava a queda nos rendimentos dos Treasuries (títulos do Tesouro americano) que ocorre após forte alta vista no começo da manhã impulsionada por novos dados de emprego nos EUA.

Todos os olhares estão voltados para o principal indicador do mercado de trabalho monitorado pelo Federal Reserve (Fed, banco central americano), que é o payroll e que foi apresentado hoje.

Evento

Onde Investir 2024

Conheça as Melhores Oportunidades para Lucrar e se Proteger em 2024

Segundo o Departamento do Trabalho, os Estados Unidos criaram 216 mil vagas de trabalho fora do setor agrícola no mês de dezembro, bem mais que o esperado pelos analistas.

Os números ajudam a reforçar a visão de que o mercado de trabalho americano segue mais apertado e de que os cortes de juros deverão ser postergados para depois do primeiro trimestre.

No Tesouro Direto, o maior juro era oferecido pelo Tesouro Prefixado 2033, no valor de 10,51%, na segunda atualização do dia, abaixo dos 10,53% vistos na véspera (4). Já o retorno real mais elevado entre os títulos atrelados à inflação chegava a 5,58%, no mesmo horário, acima dos 5,56% da sessão anterior. A taxa era entregue pelo Tesouro IPCA+2045.

Continua depois da publicidade

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto na tarde desta sexta-feira (5):

Infomoney

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo