Economia

Leilão do arroz criou ruído na relação do governo com o agro

Tem gente que está especulando no preço do arroz. Portanto, o leilão tem como objetivo normalizar o preço do arroz. O governo decidiu fazer o leilão com esse objetivo (…) e foi em parte alcançado. Não totalmente, mas houve uma diminuição de preço. Para isso, o que eu quero dizer é que o produtor de arroz não tem que ficar preocupado porque ele não vai ter uma baixa no preço dele abaixo da produção dele, ele vai continuar ganhando. Mas vai precisar suprir uma parte desse arroz no mercado interno. Paulo Teixeira, ministro do Desenvolvimento Agrário

Houve uma politização indevida desse assunto. Por quê? O governo passado [de Jair Bolsonaro] baixou as tarifas de importação de arroz e foram importadas 400 mil toneladas e não se falou um A. Me lembro que até os produtores de arroz protestaram, mas [essa manifestação] foi feita sem esse buchicho todo. Paulo Teixeira, ministro do Desenvolvimento Agrário

O que talvez na modernização do edital vá ter que ser exigido? Qualquer conflito de interesse tem que ser avisado à empresa. Isso vai ser exigido: todo mundo que tiver conflito de interesse terá que avisar a Conab, isso vai tá no novo edital. Logo, quando você detecta o problema, (…) você tem que agir corretamente, foi o que nós fizemos. Na medida em que nós detectamos o problema, o presidente Lula hoje de manhã determinou o cancelamento do leilão. Paulo Teixeira, ministro do Desenvolvimento Agrário

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Matéria: UOL Economia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo