Economia

Lula faz pacto com Arthur Lira para votar logo projetos do governo

Lira recentemente cobrou o governo ao dizer que não estava recebendo coisas previamente combinadas e, diante do pacto feito com Lula, Lira, além de colocar os projetos em pauta no Congresso, também irá apoiá-los.

Lira só tem esse ano na presidência da Câmara e ele tem que aprovar seu sucessor e, para aprovar esse sucessor, ele precisa do governo. Um choque com o governo não é interessante, então fecharam projetos, sobretudo na área econômica, e Lira não precisará lidar com Padilha, que se mostrou um desafeto. Ele vai falar com Haddad na área econômica e Rui Costa nos outros projetos. Tales Faria

Diante do acordo, Lira irá ajudar o governo a conseguir uma situação econômica estável para projetar um crescimento do país e também o déficit zero.

O principal projeto da área econômica é a reoneração da folha de pagamentos que estabelece que as empresas beneficiadas podem substituir o recolhimento de 20% do imposto sobre o salário por alíquotas que variam de 1% a 4,5% da receita bruta. (…) o acordo é para o governo soltar uma nova medida provisória tirando essa reoneração e colocando a reononeração em um projeto de lei em regime de urgência que permita ao Congresso negociar o que vai ser reonerado e o que vai ser desonerado, mas o governo vai manter na MP a retirada do Programa Emergencial de Retomado do Setor de Eventos. Até março, o governo também deve mandar ao Congresso propostas para regulamentar a reforma tributária e, por último, o pacote de redução de juros e facilitação de crédito. Também têm os projetos do novo ensino médio e na área ecológica, que são menos prioritários, mas o governo também quer a ajuda de Lira. Tales Faria

Por outro lado, também há contrapartidas para o governo, que deverá ceder a algumas vontades de Lira, inclusive, em sua escolha para a sucessão na Câmara.

A contrapartida é o Lira poder escolher seu sucessor e isso significa que Elmar Nascimento está muito fortalecido para ser o próximo presidente da Câmara, então vai ter uma boa vontade do governo em negociar o nome de Elmar. Outra coisa é que Arthur Lira poderá, talvez, ser ministro. Não é afastada essa hipótese e pode também ter o apoio do governo em outra coisa, que é sobre as eleições. Lira gostaria de ser senador e ainda vai avaliar a possibilidade, então precisaria do apoio do governo, o que não deixaria Renan Calheiros muito satisfeito. Tales Faria

Matéria: UOL Economia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo