Política

Michelle Obama fala sobre substituir Joe Biden em eleição

A última pesquisa da Rasmussen Reports colocou Michelle Obama, ex-primeira-dama dos Estados Unidos, como a escolha principal dos democratas para substituir o presidente Joe Biden na corrida presidencial. Apesar disso, ela reiterou seu apoio a Biden, descartando qualquer intenção de concorrer à presidência.

A pesquisa destacou que 48% dos democratas apoiam a busca por um novo candidato para representar o partido, com Michelle Obama liderando as preferências com 20% de aprovação, à frente de outros potenciais candidatos como o governador da Califórnia Gavin Newsom, a governadora de Michigan Gretchen Whitmer e a vice-presidente Kamala Harris.

Apesar da sua popularidade e do apelo persistente para que ela entre na corrida, Michelle Obama mantém sua posição. Sua assessoria divulgou nota: “como a ex-primeira-dama Michelle Obama expressou várias vezes ao longo dos anos, ela não concorrerá à presidência.” O compromisso de Obama em apoiar a campanha de reeleição de Biden e Harris foi reafirmado.

Embora as contribuições dos Obama sejam vistas como tímidas, dada a relutância do casal em se envolver integralmente em eleições, a influência de ambos permanece indiscutível. A campanha de Biden planeja maximizar a apoio dos Obama, especialmente com o foco no grupo When We All Vote, movimento liderado pelo casal.

A decisão de não participar de eleições foi reforçada por Michelle Obama numa entrevista com Oprah Winfrey no ano passado, onde expressou sua visão sobre a importância do governo e da democracia, mas também suas reservas sobre entrar na arena política como candidata.

Enquanto a especulação sobre sua possível candidatura continua a circular, especialmente entre doadores democratas preocupados com a posição de Biden nas pesquisas, Michelle Obama segue focada longe das cédulas. Ao menos em 2024.



Matéria: O Antagonista

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo