Notícias

Ministério Público do Peru amplia investigação da presidente por ‘Rolexgate’

O procurador-geral do Peru, Juan Villena, anunciou nesta terça-feira (2) que a investigação sobre a posse de pelo menos três relógios de luxo não declarados pela presidente do país, Dina Boluarte, foi ampliada, para incluir um suposto aumento patrimonial em suas contas bancárias e a posse de joias.

“A acusação foi ampliada para incluir a posse de uma pulseira Cartier de US$ 56 mil (R$ 282 mil) e joias que ela teria usado em cerimônias que superariam os US$ 500 mil (R$ 2,5 milhões)”, disse Villena à comissão de fiscalização do Congresso.

A declaração foi feita no mesmo dia em que foi negado o pedido de Dina Boluarte para antecipar seu depoimento no Ministério Público, previsto para sexta-feira.

Matéria: UOL Notícias

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo