Entretenimento

Mônica Salmaso transita divina por mar e terra ao abrir a ‘casa’ no Rio em show com ‘belezas máximas’ da MPB | Blog do Mauro Ferreira

Citando versos do samba Vou na vida (Swami Jr. e Virgínia Rosa, 1997), segunda música do roteiro, quando Mônica Salmaso cantou, tudo pareceu encontrar o devido lugar. E, conduzida pelo toque da sanfona de Lulinha Alencar, a intérprete foi muito para o nordeste do Brasil, região evocada pela lembrança de Noite severina (Pedro Luís e Lula Queiroga, 2001), pela levada de Tá? (Pedro Luís, Roberta Sá e Carlos Rennó, 2009) e pelo andamento ágil do coco Gírias do norte (Jacinto Silva e Onildo Almeida, 1961), apresentado na voz serelepe da cantora pernambucana Marinês (1935 –2007).

Matéria: G1 POP & Arte

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo