Política

Morre Zagallo aos 92 anos


Foto: Reprodução/Instagram Zagallo

O mundo do futebol está de luto. Mário Jorge Lobo Zagallo, o único tetracampeão mundial de futebol, faleceu hoje aos 92 anos, na cidade do Rio de Janeiro.

A informação foi confirmada, no início da madrugada deste sábado, 6, pela assessoria do ex-jogador e também em suas redes sociais. Zagallo é considerado uma das maiores lendas do futebol brasileiro e deixa um legado de conquistas inigualáveis.

A carreira de Zagallo foi marcada por grandes momentos e feitos históricos. Nascido em Atalaia, Alagoas, ele se mudou para o Rio de Janeiro ainda bebê e estabeleceu uma relação íntima com a Tijuca, bairro da Zona Norte carioca, onde viveu a maior parte de sua vida.

Desde cedo, Zagallo mostrou seu talento para o futebol. Passando pelas categorias de base do América, que tinha sede na Tijuca, ele logo chamou a atenção e seguiu para o Flamengo, onde conquistou três títulos cariocas consecutivos entre 1953 e 1955.

Sua jornada nas Copas do Mundo começou em 1950, quando foi convocado para servir o Exército e acabou testemunhando a derrota do Brasil para o Uruguai na fatídica final. Foi apenas o começo de uma trajetória brilhante.

Em 1958, Zagallo alcançou a glória máxima ao conquistar a primeira Copa do Mundo da história do Brasil. Na final contra a Suécia, marcou um gol e ajudou a equipe a vencer por 5 a 2.

Seu desempenho como ponta-esquerda lhe rendeu o apelido de “Formiguinha”, devido à sua habilidade em correr muito e auxiliar na marcação no meio-campo.

Quatro anos depois, já como jogador do Botafogo, Zagallo se consagrou bicampeão mundial ao fazer parte da seleção brasileira vitoriosa na Copa de 1962. Em seguida, encerrou sua carreira como jogador e iniciou uma bem-sucedida carreira como treinador.

O ponto alto de sua trajetória como treinador veio em 1970, quando assumiu o comando da seleção brasileira às vésperas da Copa do Mundo no México. Sob seu comando, a equipe conquistou o tricampeonato mundial e é considerada por muitos como a melhor seleção de todos os tempos.

Zagallo ainda teve a oportunidade de participar de mais uma conquista mundial em 1994, como coordenador técnico da seleção brasileira comandada por Carlos Alberto Parreira.

A equipe alcançou o tetracampeonato nos Estados Unidos, mas ficou perto de conquistar o penta em 1998, quando Zagallo era o técnico e a seleção foi derrotada pela França na final.

Matéria: O Antagonista

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo