Esporte

Norris chega à Áustria motivado para pressionar Verstappen

O jovem piloto britânico Lando Norris, da McLaren, vai encarar neste fim de semana o Grande Prêmio da Áustria com o objetivo de superar o holandês Max Verstappen (Red Bull) e mostrar que a disputa do Mundial de Fórmula 1 está em aberto.

Após um início de temporada irregular (apenas um pódio nas quatro primeiras corridas), Norris é, por enquanto, a única alternativa contra o domínio de Verstappen, atual tricampeão e líder da temporada.

O britânico de 24 anos ficou entre os três primeiros em cinco das últimas seis corridas: uma vitória em Miami e quatro segundos lugares, além da quarta colocação em Mônaco.

Na última prova, na Espanha, Norris fez a volta mais rápida no circuito de Montmeló, onde terminou novamente em segundo, atrás de Verstappen, que, apesar de ter sete vitórias em dez etapas disputadas, não exibe o mesmo domínio que mostrou em 2023.

Diferença de 69 pontos

“Estamos em uma sequência positiva e estamos indo bem”, declarou Norris, que acrescentou que ainda tem o que melhorar. “Preciso solucionar alguns pequenos detalhes (com o carro) e estaremos no topo”.

“Agora, toda vez que iniciamos um fim de semana (de corrida), o carro responde perfeitamente e sempre estamos na briga, por poucos décimos” da Red Bull, acrescentou o piloto da Mclaren, que ainda lamenta não ter vencido na Espanha depois de ter largado na pole position.

Verstappen e Norris estão separados na classificação do campeonato de pilotos por 69 pontos antes da disputa do GP da Áustria, onde a Red Bull correrá em casa.

As próximas corridas antes da pausa de meio de ano (Áustria, Grã-Bretanha, Hungria e Bélgica) serão um presságio do que virá na segunda parte da temporada e vão determinar se existe algum candidato a superar Verstappen e a Red Bull.

Apesar de a McLaren ter elevado muito o seu nível, sabe-se que não será fácil superar a escuderia austríaca em sua casa.

E, ao contrário das corridas anteriores, a etapa da Áustria é uma oportunidade para somar mais pontos, já que o fim de semana terá a corrida sprint no sábado.

Dois pódios para a Mercedes

A Red Bull também tem ciência de que sua superioridade em relação a outras equipes diminuiu em relação ao ano passado e seu chefe, Christian Horner, advertiu que o fim de semana pode ser complicado.

“Em uma volta tão curta, vai ser difícil com a McLaren e Lando, que serão rápidos novamente, assim como a Ferrari e a Mercedes”, declarou Horner.

“Quem realmente deu um passo à frente foi Lando e temos que lutar muito para vencer e permanecer no topo como equipe. Mas, como sabemos, esta é a Fórmula 1 como deve ser”, acrescentou.

Outra equipe que mostrou evolução foi a Mercedes, depois que o heptacampeão mundial Lewis Hamiton subiu ao pódio pela primeira vez na temporada no último fim de semana, repetindo o feito de seu companheiro, o também britânico George Russell, que chegou em terceiro no GP do Canadá, há dois domingos.

“Estamos muito empolgados com o restante da temporada”, admitiu Russell.

“Tivemos mais tempo no túnel de vento que nossos adversários e sabemos o que temos que fazer para avançar”, acrescentou. “Não queremos nos precipitar, mas estou 100% confiante de que venceremos corridas este ano.”

Sainz na Alpine?

Na Ferrari, o clima é totalmente oposto. Apontada como principal adversária da Red Bull no início da temporada, a tradicional escuderia italiana não teve nenhum de seus dois pilotos, o monegasco Charles Leclerc e o espanhol Carlos Sainz, no pódio das duas últimas corridas.

Antes de os carros irem para a pista, boa parte das atenções estão voltadas para o mercado.

Nesta quinta-feira, foram anunciadas as renovações de contrato do canadense Lance Stroll com a Aston Martin e do francês Pierre Gasly com a Alpine, equipe que pode ser o destino de Sainz, que deixará a Ferrari ao término da temporada para dar lugar a Lewis Hamilton.

“Nunca comento rumores e não direi com quais equipes estou negociando. Não quero colocar uma data limite para decidir, pois isso pode mudar”, declarou o espanhol.

Programação do Grande Prêmio da Áustria de Fórmula 1:

Sexta-feira:
07h30-08h30: Treino livre 1
11h30-12h30: Quali sprint

Sábado:
07h00: Corrida sprint (24 voltas)
11h00-12h00: Classificação do Grande Prêmio

Domingo:
10h00: Largada do Grande Prêmio (71 voltas)

Classificação do Mundial de Fórmula 1 2024:

Campeonato de pilotos:

1. Max Verstappen (HOL) 219 pontos

2. Lando Norris (GBR) 150

3. Charles Leclerc (MON) 148

4. Carlos Sainz (ESP) 116

5. Sergio Pérez (MEX) 111

6. Oscar Piastri (AUS) 87

7. George Russell (GBR) 81

8. Lewis Hamilton (GBR) 70

9. Fernando Alonso (ESP) 41

10. Yuki Tsunoda (JPN) 19

11. Lance Stroll (CAN) 17

12. Daniel Ricciardo (AUS) 9

13. Oliver Bearman (GBR) 6

14. Nico Hülkenberg (ALE) 6

15. Pierre Gasly (FRA) 5

16. Esteban Ocon (FRA) 3

17. Alexander Albon (TAI) 2

18. Kevin Magnussen (DIN) 1

19. Zhou Guanyu (CHN) 0

20. Valtteri Bottas (FIN) 0

21. Logan Sargeant (EUA) 0


Campeonato de construtores:

1. Red Bull 330 pontos

2. Ferrari 270

3. McLaren-Mercedes 237

4. Mercedes 151

5. Aston Martin-Mercedes 58

6. Racing Bulls-Red Bull 28

7. Alpine-Renault 8

8. Haas-Ferrari 7

9. Williams-Mercedes 2

10. Sauber-Ferrari 0




Gazeta Esportiva

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo