Política

O método de Moraes para justificar seus abusos

Alexandre de Moraes afirmou que os manifestantes mais exaltados do 8 de janeiro defendiam que ele fosse “preso e enforcado na Praça dos Três Poderes”. O ministro do Supremo Tribunal Federal deu a declaração em entrevista ao jornal O Globo. 

“Eram três planos. O primeiro previa que as Forças Especiais (do Exército) me prenderiam em um domingo e me levariam para Goiânia.  No segundo, se livrariam do corpo no meio do caminho para Goiânia. Aí, não seria propriamente uma prisão, mas um homicídio.  E o terceiro, de uns mais exaltados, defendia que, após o golpe, eu deveria ser preso e enforcado na Praça dos Três Poderes”, disse Moraes. 

“(Dá) Para sentir o nível de agressividade e ódio dessas pessoas, que não sabem diferenciar a pessoa física da instituição”, acrescentou o ministro do STF. 

Moraes disse, em outro momento da entrevista, não ter ampliado sua segurança pessoal porque os autores das ameaças são “extremamente corajosos virtualmente e muito covardes pessoalmente”.

Felipe Moura Brasil e Wilson Lima comentam:

Matéria: O Antagonista

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo