Notícias

Palestinos em Gaza arriscam suas vidas na busca desesperada para coneguir ajuda

As autoridades israelenses afirmam que aumentaram o acesso da ajuda a Gaza, que não são responsáveis pelos atrasos e que a entrega da ajuda dentro de Gaza é de responsabilidade da ONU e das agências humanitárias. Israel também acusou o Hamas de roubar a ajuda, uma acusação que o Hamas nega.

Ressaltando o caos em Gaza, cidadãos da Austrália, do Reino Unido e da Polônia estavam entre as sete pessoas que trabalhavam para a World Central Kitchen, do famoso chef Jose Andres, que foram mortas em um ataque aéreo israelense no centro de Gaza na segunda-feira, disse a ONG.

“A última vez que comi carne, foi frango – foi uma semana antes da guerra”, disse Deeb.

Desesperados e famintos, milhares de pessoas, como Deeb, dirigem-se aos pontos de entrega de ajuda quando a noite cai para garantir um pouco de farinha ou alimentos enlatados.

Eles ficam sabendo das entregas pelos motoristas dos caminhões de ajuda que telefonam para seus parentes, que, por sua vez, espalham a notícia.

“Quando os caminhões de ajuda chegam a Deir Al-Balah, na região central de Gaza, o parente do meu vizinho (o motorista) liga para ele e nós nos levantamos para ir, independentemente da hora”, disse ele.

Matéria: UOL Notícias

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo