Notícias

Peru substitui seis ministros após operação policial na casa da presidente

A polícia e os promotores fizeram operações na casa e no escritório da líder peruana no fim de semana em busca de provas da origem de pelo menos três relógios Rolex. Boluarte tem negado qualquer irregularidade e insistido que comprou os relógios com seu próprio dinheiro.

O ministro do Interior, Victor Torres, anunciou sua decisão de renunciar ao cargo na segunda-feira, o que foi seguido pelas renúncias das ministras da Educação e da Mulher. Todos manifestaram apoio a Boluarte, sendo que um deles chamou a batida policial na casa da presidente de “desnecessária” e “excessiva”.

“Estou saindo em paz e com as mãos limpas”, disse Torres aos repórteres, insistindo que sua renúncia se deveu a “questões familiares e de saúde”. As outras duas ministras não deram motivos para suas demissões.

Na noite de segunda-feira, Boluarte anunciou mais três saídas em seu gabinete, incluindo os ministros da Produção, Comércio e Agricultura. Ela nomeou seis novos ministros no total – substituindo cerca de um terço de seu gabinete de 19 autoridades em um único dia.

As demissões ocorrem no momento em que o primeiro-ministro de Boluarte, que assumiu o cargo no mês passado, busca obter um voto de apoio do Congresso, como é de praxe, com o governo da presidente temeroso de que o Legislativo, controlado pela oposição, possa negar apoio ao premiê.

Ex-vice-presidente, Boluarte chegou à Presidência no final de 2022 como a sexta líder do país em seis anos, após a destituição e prisão do presidente Pedro Castillo sob a acusação de rebelião e conspiração.

Matéria: UOL Notícias

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo