Política

PL confirma expulsão de assassino de Chico Mendes

O diretório estadual do Partido Liberal (PL) no Pará anunciou, nesta quarta-feira, 28, a destituição de Darci Alves Pereira do comando do diretório municipal da legenda em Medicilândia, cidade localizada no oeste paraense. A decisão veio após a repercussão de que Darci Alves, assassino confesso do ambientalista Chico Mendes, havia assumido o cargo de presidente local do PL no final de janeiro.

A medida foi tomada seguindo a recomendação do presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, e a vereadora Valdilene Lambert, pré-candidata à prefeitura, é quem deve assumir a presidência do partido no município, conforme divulgado em nota assinada pelo presidente estadual da sigla, o deputado federal Delegado Éder Mauro.

Destituição de Darci Alves

A revelação de que Darci Alves havia tomado posse como presidente do PL em Medicilândia foi feita pelo site ((o))eco. Após tomar conhecimento dos fatos, Valdemar Costa Neto recomendou a destituição imediata de Darci Alves Pereira do cargo.

Em nota divulgada na terça-feira, 27, o presidente nacional afirmou: “Agradeço à imprensa por trazer ao nosso conhecimento esse importante fato. Diante dessas circunstâncias, recomendei ao presidente estadual do PL no Pará, deputado Éder Mauro, a imediata destituição de Darci Alves Pereira do cargo, conhecido atualmente como Pastor Daniel“.

Darci Alves Pereira, que se apresentava nas redes sociais como Pastor Daniel, já havia anunciado sua pré-candidatura ao cargo de vereador. Ele foi indicado para assumir a presidência do diretório do PL em Medicilândia em novembro do ano passado e ficaria no comando da legenda até novembro deste ano, de acordo com informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O que diz Valdemar Costa Neto?

O presidente do partido declarou, hoje, 28, em sua conta pessoal do X, antigo Twitter, que não tinha nenhum conhecimento que o então pastor era o assassino do ambientalista.

Reitero que não tinha conhecimento de que o “Pastor Daniel”, que havia assumido a presidência do PL de Medicilândia, no interior do Pará, era, na verdade, Darci Alves Pereira, ou seja, o indivíduo condenado pelo assassinato do ambientalista Chico Mendes. Agradeço à imprensa por trazer ao meu conhecimento esse importante fato.

Informo a todos que Darci Alves já foi destituído do cargo e o pedido de sua desfiliação já foi encaminhado ao TRE local.”

Quem foi Chico Mendes?

Chico Mendes, conhecido internacionalmente por sua luta em defesa da Amazônia e dos direitos dos povos indígenas e comunidades tradicionais, foi brutalmente assassinado aos 44 anos com um tiro no peito, em 22 de dezembro de 1988, no quintal de sua casa em Xapuri, no estado do Acre. Darci Alves Pereira e seu pai, Darly Alves da Silva, foram condenados a 19 anos de prisão pelo crime.



Matéria: O Antagonista

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo