Economia

Pobreza e desigualdade devem ser tratadas globalmente

Não há ganhadores na crise da globalização. Mas os países mais pobres certamente pagam um preço proporcionalmente mais alto. Os países ricos não podem pensar apenas em soluções nacionais.
Fernando Haddad, em discurso de abertura do G20 no Brasil

Duas reuniões com membros do G20 acontecerão hoje. A coordenadora da Trilha de Finanças do G20, Tatiana Rosito, disse que ao longo do dia serão realizadas sessões com ministros de Finanças e presidentes dos bancos centrais. A primeira delas vai tratar desigualdades de renda, gênero e raça e suas implicações para políticas macroeconômicas e a segunda discutirá perspectivas sobre crescimento econômico, inflação e taxa de juros.

A imprensa também terá um briefing ao meio-dia. O secretário de Políticas Econômicas do Ministério da Fazenda, Guilherme Mello, dirá aos jornalistas quais devem ser as prioridades brasileiras para a Trilha de Finanças do G20, de acordo com um comunicado oficial.

Texto em atualização

Matéria: UOL Economia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo