Economia

Por que de vez em quando somos levados de ônibus até o avião para embarcar?

O uso de ônibus para o embarque em aeroportos ocorre devido à falta de disponibilidade das pontes telescópicas.

André Ribeiro/Estadão Conteúdo

A escolha do local de estacionamento do avião depende da disponibilidade de espaço nas pontes de embarque.

9.dez.2020 – Nelson ALMEIDA/AFP

As taxas de permanência no solo não são determinantes; na verdade, menos ônibus utilizados são preferíveis.

O embarque remoto é uma alternativa quando a ponte telescópica não está disponível, priorizando o atendimento a pessoas com deficiência.

Atrasos em voos anteriores podem resultar em mudanças nos planos de embarque, levando os passageiros a usar ônibus para chegar ao terminal.

Alina Rosanova/Getty Images/iStockphoto

Em casos de longa permanência no solo, os aviões são direcionados para áreas remotas para liberar as pontes de embarque.

Se houver manutenção programada, o avião é encaminhado diretamente para uma área remota após o desembarque.

Em situações de segurança, como suspeita de bomba, os aviões são levados para áreas mais afastadas do terminal.

Quando a sala de embarque não comporta todos os passageiros, o embarque remoto se torna necessário.

SAULO DIAS/PHOTOPRESS/Folhapress

As equipes de aeroportos e companhias aéreas são treinadas para lidar com diversas situações, incluindo embarques remotos.

Hispanolistic/Getty Images

Apesar das mudanças nos planos de embarque, a prioridade é garantir a segurança e o conforto dos passageiros durante todo o processo.

Para saber mais, acesse UOL Economia.

Matéria: UOL Economia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo