Economia

Possível volta de dividendo extraordinário faz ação da Petrobras (PETR4) disparar

Com alta volatilidade. Assim estão as ações da Petrobras (PETR4) nesta quarta-feira (4). No final da manhã, a notícia da iminente saída do CEO, Jean Paul Prates, derrubou as ações.

Entretanto, logo após as 12h, o jornal O Globo afirmou que os ministros de Lula selam acordo pelo pagamento de dividendos extras da Petrobras. Isso fez as ações dispararem, beirando os R$ 40.

Entre a mínima e máxima, nesta manhã, as ações da Petrobras saltaram quase 5,5%.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

Às 12h40, as ações subiam 1,38%, cotadas a R$ 38,96.

Conforme o jornal, a distribuição de 100% dos cerca de R$ 43,9 bilhões extras aos acionistas da petroleira foi acordada ontem pelos ministros, na reunião realizada na Casa civil, da qual participaram também alguns auxiliares.

Petrobras (PETR4): alta volatilidade

Confira a movimentação da ação da Petrobras (PETR4) nesta manhã. Primeiro, papel desabou com aumento de rumores de saída de Prates e, em seguida, saltou com possível volta de dividendos extraordinários.

Continua depois da publicidade

Na mínima da sessão, com rumores da saída de Prates, o papel foi aos R$ 37,43. Já na máxima, com a notícia de O Globo, saltou para R$ 39,48.

Dividendo para melhorar fiscal

as

Infomoney

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo