Economia

Preços ao consumidor dos EUA supreendem com queda em junho

O aumento anual dos preços ao consumidor desacelerou de um pico de 9,1% em junho de 2022. O índice está muito à frente das medidas monitoradas pelo Fed para sua meta de inflação de 2%, com o PCE avançando 2,6% em maio.

O relatório dos preços ao consumidor IPC veio após a notícia, na semana passada, de que a taxa de desemprego subiu de 4,0% em maio para 4,1% em junho, um recorde de dois anos e meio.

O crescimento econômico também desacelerou em resposta aos fortes aumentos de juros do banco central em 2022 e 2023, com a previsão para o PIB (Produto Interno Bruto) do segundo trimestre próxima à taxa anualizada de 1,8% que as autoridades consideram como o ritmo de crescimento não inflacionário.

O presidente do Fed, Jerome Powell, reconheceu a recente tendência de melhora nas pressões dos preços, mas disse aos parlamentares nesta semana que ainda não está pronto para declarar que a inflação foi derrotada e que “mais dados bons fortalecerão” as justificativas para cortes de juros.

O arrefecimento do mercado de trabalho e a desaceleração da economia fizeram com que os mercados financeiros e a maioria dos economistas esperassem que o Fed inicie seu ciclo de afrouxamento em setembro.

O banco central tem mantido sua taxa de juros de referência na faixa atual de 5,25% a 5,50% desde julho passado, após um total de 525 pontos-base de aumentos desde 2022.

Matéria: UOL Economia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo