Esporte

Presidente de time dá murro em árbitro, e Turquia suspende campeonatos

Uma cena irascível e violenta, que lembrou um golpe de uma luta de boxe, marcou a rodada do Campeonato Turco, encerrada nesta segunda-feira (11).

Depois de sua equipe, o Ankaragucu, que atuava em casa e ganhava por 1 a 0 do Rizespor, levar o empate aos 52 minutos do segundo tempo, o presidente Faruk Koca adentrou o campo correndo e desferiu um direto de direita no rosto do árbitro Halil Umut Meler.

Atingido na face esquerda, Meler, 37, desabou diante de um enfurecido Koca, 59, que só não prosseguiu em sua agressão porque foi contido por Martin Minchev e Óscar Pinchi, jogadores do time visitante, e por outras pessoas que estavam próximas.

No chão, o árbitro ainda levou chutes de pessoas não identificadas, possivelmente cartolas do clube de Ancara, a capital da Turquia, que também entraram no gramado do estádio Eryaman.

Uma “turma do deixa disso”, de ambos os lados (Ankaragucu e Rizespor), interveio e conseguiu acalmar os ânimos.

Meler, que mesmo atordoado conseguiu se levantar, foi levado ao vestiário, onde recebeu os primeiros cuidados médicos, e na sequência a um hospital –tinha um hematoma sob o olho esquerdo.

Koca foi preso.

O incidente resultou em um comunicado da federação local, que decidiu interromper todos os campeonatos que organiza, sem estabelecer data para o reinício –a próxima rodada da divisão de elite estava prevista para começar na sexta-feira (15).

“A Federação Turca de Futebol decidiu suspender todos os jogos de todas as ligas indefinidamente”, publicou a entidade no X (antigo Twitter). “O clube [Ankaragucu], o presidente do clube [Koca], os dirigentes do clube e todos os culpados de atacar o árbitro Umut Meler serão punidos nos termos mais severos possíveis.”

Nas palavras do presidente da federação, Mehmet Buyukeksi, conforme veiculou a TRT, rede pública de rádio e TV, “o futebol turco foi esmurrado vergonhosamente nesta noite. Todos os envolvidos neste incidente pagarão o preço”.

O caso chegou ao conhecimento do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, que, de acordo com a mídia local, repreendeu os agressores.

“Esporte significa paz e fraternidade. O esporte é incompatível com a violência. Condeno o ataque ao árbitro Halil Umut Meler após o jogo Ankaragucu x Rizespor e desejo-lhe uma rápida recuperação.”

É segunda vez neste ano que a Turquia suspende o futebol. A primeira durou cerca de um mês, em fevereiro e março, devido a um forte terremoto que abalou o país.

Ankaragucu e Rizespor, as agremiações envolvidas no “jogo do murro”, são times de segundo escalão, cujo objetivo primordial é não cair.

O Rizespor, inclusive, subiu para a primeira divisão nesta temporada, depois de obter o vice-campeonato da Segundona em 2022/2023. Tem no elenco um brasileiro, o atacante Gustavo Sauer, 30, emprestado pelo Botafogo.

Ocupa atualmente a oitava posição, 18 pontos atrás de Fenerbahce e Galatasaray, que estão no topo da tabela.

O Ankaragucu, 11º colocado entre 20 participantes, com quatro pontos a menos que o Rizespor, é um dos mais tradicionais da Turquia.

Fundado em 1910, conquistou uma vez o campeonato, em 1949.


LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Folha de São Paulo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo