Política

Primeiro-ministro de Israel se recupera após cirurgia de hérnia

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, passou por uma cirurgia de hérnia que foi concluída com sucesso nesta segunda-feira, 1º, de acordo com anúncios do Centro Médico Hadassah, localizado em Jerusalém. O procedimento médico foi realizado em meio a um contexto de intensas manifestações contra seu governo, destacando-se a contestação sobre a isenção do serviço militar a grupos específicos.

Após a operação, fontes hospitalares informaram que Netanyahu se encontra “consciente e conversando” com seus familiares, sinalizando que a cirurgia foi realizada sem complicações. Porém, detalhes sobre o período necessário para sua completa recuperação ainda não foram divulgados.

O que Esperar Após a Cirurgia do Primeiro-Ministro?

Enquanto se aguarda a recuperação de Netanyahu, o vice-primeiro-ministro e atual ministro da Justiça, Yariv Levin, assumirá temporariamente as funções de primeiro-ministro. Esta mudança ocorre num momento politicamente tenso para Israel, com protestos contra as políticas de Netanyahu ecoando pela capital.

Controvérsia e Protestos em Jerusalém

Neste domingo, 31, véspera da cirurgia, Jerusalém foi palco de uma grande manifestação contra o governo de Netanyahu. A pauta central do protesto foi a contestação da liberação do serviço militar obrigatório para judeus ultraortodoxos, uma questão que tem gerado divisões profundas dentro da sociedade israelense.

A manifestação reuniu dezenas de milhares de pessoas em frente ao Parlamento, o Knesset, com muitos exigindo não apenas a revisão dessa política específica mas também a convocação de novas eleições. Estes protestos são reminiscentes de grandes agitações que ocorreram no ano anterior, destacando-se como uma expressão contínua de descontentamento popular.

À medida que Netanyahu se recupera de sua cirurgia, o futuro político de Israel permanece incerto. O país se encontra em um momento crítico, enfrentando desafios internos e externos que exigem atenção imediata e soluções eficazes. A reação do governo à pressão das ruas, assim como a saúde do próprio primeiro-ministro, são fatores que irão definir os próximos capítulos da política israelense.



Matéria: O Antagonista

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo