Política

Privatização da Sabesp terá mais audiências públicas do que projetos similares

O projeto de privatização da Sabesp tem previsão de mais audiências públicas do que outros de mesmo porte no Brasil. Estão previstos oito encontros para debater o novo contrato de desestatização, sete presenciais e um virtual.

Na área de saneamento, a Sanepar, no Paraná, teve duas audiências públicas híbridas em todo o processo. A Cedae, no Rio de Janeiro, três encontros –todos híbridos. Já a Corsan, no Rio Grande do Sul, que também segue o modelo de desestatização, com a prestação do serviço para 317 municípios, uma audiência, também virtual.

A mesma lógica também pode ser verificada em projetos de infraestrutura de transportes. A concessão da Ferrogrão, em 2017, teve total de seis audiências públicas presenciais –duas a menos que a Sabesp. A renovação da Rodovia Presidente Dutra, contou com duas presenciais.

As discussões da privatização da Sabesp ocorrerão em São Paulo, Santos, São José dos Campos, Registro, Franca, Presidente Prudente e Lins.

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Folha de São Paulo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo