Esporte

Recorde de 400 m em pista coberta do canadense Morales-Williams não será homologado

O recorde mundial dos 400 m em pista coberta batido pelo canadense Christopher Morales-Williams no último sábado (24) em uma competição universitária nos Estados Unidos não será homologado devido a um problema de regulamentação relacionado aos tacos de saída, indicaram na terça-feira (27) à noite fontes oficiais.

O estudante de 19 anos, membro da Universidade da Geórgia, venceu no último sábado uma prova em Fayetteville (Arkansas) com um tempo de 44,49 segundos, melhorando o recorde anterior de 44,52, estabelecido em 2018 pelo estadunidense Michael Norman também em um campeonato universitário.

A Associação de Treinadores de Atletismo e Cross-Country dos Estados Unidos informou que, apesar do feito do universitário, seu tempo não poderia ser considerado um recorde mundial.

Segundo relatos publicados na terça-feira, os tacos de saída utilizados na prova não estavam em conformidade com o regulamento da federação internacional World Athletics.

De acordo com esta normativa, os tacos devem estar conectados a um “sistema de informação de saída” da World Athletics que controla o tempo de reação dos atletas. Portanto, o recorde desta distância continua nas mãos do estadunidense Michael Norman.

Folha de São Paulo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo