Economia

Saiba como consultar o PIS 2024 e veja se tem direito ao abono salarial

A partir de 5 de fevereiro, os funcionários podem verificar se têm direito ao abono salarial utilizando o app da Carteira de Trabalho Digital ou o site Gov.br.

ADRIANA TOFFETTI/ATO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Além de conferir os valores deste ano, os trabalhadores têm a opção de verificar se possuem valores a receber de anos anteriores.

Luís Lima Jr./Fotoarena/Estadão Conteúdo

Para obter informações sobre o PIS, os trabalhadores podem baixar o Aplicativo Caixa Trabalhador, disponível para Android e iOS, que fornece detalhes sobre o bônus salarial, seguro-desemprego, calendário de pagamentos e mais.

Nordwoord Themes/Unsplash

O valor do abono é calculado com base no tempo de serviço registrado em carteira durante o ano-base de 2022. O trabalhador deve ter recebido uma remuneração média de até dois salários mínimos.

Luis Lima Jr/Fotoarena/Estadão Conteúdo

A quantia a ser recebida é proporcional ao período de trabalho durante os 12 meses do ano-base, sendo um salário mínimo para quem trabalhou o ano inteiro.

Ronaldo Silva/PhotoPress/Estadão Conteúdo

O empregador deve informar o trabalhador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) até 10 de maio de 2023 e no eSocial até 5 de dezembro de 2023 para garantir o pagamento no mesmo ano.

Não têm direito ao Abono: Empregados domésticos, trabalhadores rurais e urbanos empregados por pessoa física não têm direito ao bônus salarial.

Os pagamentos do abono salarial ocorrerão de 15 de fevereiro a 15 de agosto, conforme a data de nascimento dos trabalhadores.

Prazo para Saque: Os montantes ficarão disponíveis para saque até 27 de dezembro de 2024.

Luis Lima Jr/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Em 2024, aproximadamente 24,5 milhões de trabalhadores serão beneficiados com o abono salarial, totalizando um desembolso de cerca de R$ 23,9 bilhões.

A divulgação antecipada do calendário e a facilidade de consulta por meio de aplicativos visam garantir que os trabalhadores possam acessar suas informações de forma clara e eficiente.

Luís Lima Jr./Fotoarena/Estadão Conteúdo

Para mais informações, acesse UOL Economia.

Aloísio Maurício/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Matéria: UOL Economia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo